A Bela e o Paparazzo-ASSISTIR

COMEDIA ROMANCE 2010 Após um desastroso e pornográfico “Call Girl”, António-Pedro Vasconcelos regressa à simplicidade e à qualidade cinematográfica com "A Bela e o Paparazzo", uma comédia romântica que não envereda por caminhos sexistas ou deploráveis, assumindo portanto uma ligeira vantagem qualitativa sobre as inúmeras comédias românticas norte-americanas sem qualquer decência ou qualidade que nos chegam semanalmente às salas de cinema, no entanto, "A Bela e o Paparazzo" está longe da perfeição porque também nos apresenta um argumento tematicamente estereotipado. Mariana (Soraia Chaves) é uma famosa actriz de televisão que esta a atravessar uma fase particularmente complicada porque a novela onde participa está a perder audiências rapidamente, as filmagens não correm como o esperado e a sua vida privada parece saída de um romance irrealista, no entanto, apesar destes problemas e por culpa dos paparazzi que a perseguem dia e noite, continua sob os holofotes da imprensa cor-de-rosa e a aparecer continuamente nas capas das revistas do coração. João (Marco D'Almeida) é um paparazzo que vive escondido atrás de uma câmara e que faz do quotidiano das estrelas o seu ganha-pão. Até que o inesperado acontece, Mariana e João conhecem-se e apaixonam-se.

Bakhita A Santa 2ª PARTE - Filme Completo-ASSISTIR

Uma mensagem de amor, misericórdia e bondade. O ano é 1948 e Aurora Martin chega ao convento de Canossian aonde Bakhita acabou de morrer e acaba recordando a incrível vida e mulher que cuidou dela quando menina. Nascida em uma vila no Sudão, seqüestrada por traficantes e vendida a Frederico Martin, um mercador italiano. 
De volta à Itália, Bahkita se torna baba de Aurora, que perdeu sua mãe no nascimento. Mesmo com uma violenta oposição dos camponeses e moradores locais, Bakhita abraça a fé católica graças ao Padre Antonio. Contrariado, Frederico Martin não aceita, pois a considera sua propriedade, e agora vai caçá-la a fim de trazê-la de volta. No ano de 2000 ela foi declarada Santa pelo Papa João Paulo II.

Nenhum comentário:

Postar um comentário