Nem todos os homens jovens querem mais sexo

Agosto/2012  Por incrível que pareça, uma nova pesquisa descobriu que a maioria dos homens jovens não desejam fazer mais sexo do que já fazem.

Aliás, de acordo com o levantamento, feito com homens australianos, 12% dos entrevistados entre 16 e 24 anos disseram que gostariam de fazer menos sexo – o maior índice entre todas as faixas etárias.

“Embora seja uma minoria, o número é representativo. É interessante ainda perceber que entre todas as idades, são os jovens que mais gostariam de reduzir a frequência de suas transas”, comenta Juliet Richter, professora de Saúde Sexual da Universidade de Nova Gales do Sul, de Sydney, Austrália. “É a desconstrução do mito do rapaz que não faz sexo o suficiente e se desespera para consegui-lo”.

Richter e uma equipe de pesquisadores de toda Austrália entrevistaram cerca de 4,3 homens heterossexuais e 4,4 mil mulheres entre 16 e 64 anos.


Apenas 31% dos homens na faixa etária mais nova (de 16 a 24 anos) disseram que gostariam de transar mais, novamente a porcentagem mais baixa do que qualquer outro grupo. Richter ressalta que um levantamento anterior, de cinco anos atrás, chegou a resultados semelhantes.

“Pode bem ser que eles não estejam aguentando o pique das garotas da mesma idade, que estão loucamente apaixonadas e muito empolgadas”, supõe.

A pesquisa não incluiu jovens gays.

Mais previsível, a pesquisa descobriu que 57% dos homens entre 35 e 44 anos queria mais sexo em comparação com apenas 28% das mulheres, enquanto 14% delas desejavam menos transas.

Metade dos homens com idade entre 55 e 64 anos gostaria de ter mais atividades sexuais enquanto apenas 27% das mulheres na mesma faixa etária possuía a mesma vontade.

“A explicação evolucionista é que as mulheres só estão interessadas ​​em sexo quando há a possibilidade de engravidar. Uma explicação social inclui vários fatores, como falta de tempo, pressão e cansaço”, conta Richter. “Afinal de contas, sexo é uma atividade de lazer”. [Reuters]

Nenhum comentário:

Postar um comentário