Falta de sono na infância pode prejudicar a puberdade



 


De acordo com estudo conduzido recentemente no Hospital Geral de Massachusetts em Boston (EUA), o sono (em especial a fase de “sono profundo”, na qual é difícil acordar a pessoa) desempenha um papel fundamental no início da puberdade.
Pesquisas anteriores haviam mostrado que, antes dessa etapa da vida, o corpo passa a produzir muito mais hormônio luteinizante (que, entre outras coisas, inicia a ovulação em meninas e a produção de testosterona em meninos), e que essa aumento inicialmente ocorre apenas à noite.
Os nove participantes eram adolescentes com idades entre 10 e 15 anos. Eles passaram a noite no laboratório e tiveram amostras de sangue coletadas periodicamente (a cada 10 minutos) via cateter. Ao analisar os níveis de hormônio luteinizante nas amostras, os pesquisadores perceberam que os participantes tiveram de quatro a seis picos de produção, sendo que metade deles ocorreu durante a fase de sono profundo.
Como foi um estudo relativamente pequeno, os pesquisadores ressaltam a importância de novas investigações para confirmar os resultados. Ainda assim, eles se mostraram preocupados com as possíveis consequências que a falta de sono pode provocar em adolescentes, já que “virar a noite” tem se tornado cada dia mais comum.[Live Science]

Nenhum comentário:

Postar um comentário