Proteína “Hulk” afeta o crescimento de músculos e deixa pessoas mais fortes sem esforço

Set/2012 Pacientes com distrofia muscular (e gente que quer ficar forte, mas tem preguiça de ir à academia) vão gostar dessa: estudo recente revelou que inibir a produção de uma proteína específica pode resultar em ganho de massa muscular sem necessidade de exercícios físicos ou dietas.
Para chegar a essa conclusão, a equipe de pesquisadores comparou dois grupos de cobaias: no primeiro, os participantes tiveram o gene produtor da proteína Grb10 bloqueado enquanto ainda estavam no útero; no segundo, as cobaias não passaram por qualquer intervenção.

Ao comparar os músculos tanto de ratos recém-nascidos como de adultos dos dois grupos, os pesquisadores perceberam que aqueles que não produziam a Grb10 eram consideravelmente mais fortes. Além disso, os resultados sugerem que as mudanças causadas pela inibição da proteína ocorreram principalmente durante o desenvolvimento pré-natal.
Pequenos Hulks
“Ao identificar um novo mecanismo regulador de desenvolvimento muscular, nosso trabalho revelou novas estratégias em potencial para aumentar massa muscular”, destaca Lowenna J. Holt, do Programa de Pesquisa em Diabetes e Obesidade do Instituto de Pesquisa Médica de Garvan (Austrália).
Como os processos envolvidos em regeneração e reparo de músculos são similares aos de formação inicial, os resultados do estudo apontam que, no futuro, talvez seja possível acelerar o crescimento ou a recuperação muscular – o que pode beneficiar pacientes de distrofia muscular, diabetes tipo 2 ou outras doenças que afetem os músculos.
Apesar dos avanços, porém, ainda são necessários mais estudos a respeito dos mecanismos de ganho de massa muscular. Assim, para quem tem condições de segui-lo, o método convencional permanece a melhor opção: exercícios constantes e direcionados, acompanhamento profissional, boa alimentação, boa rotina de sono e uso supervisionado de suplementos alimentares.
Antes de encerrar, uma curiosidade: a Grb10 foi apelidada pelos pesquisadores de “proteína Hulk” – o que soa meio contraditório, já que ela não ajuda a ganhar músculos, mas justamente o oposto. Não seria o caso de chamá-la de “proteína Bruce Banner”?[Daily Mail UK]

Nenhum comentário:

Postar um comentário