AUMENTO PENIANO - COMO E ONDE TUDO COMEÇOU

Nos devotos do Deus Shiva é onde se encontram as maiores descobertas e um dos maiores segredos de técnicas e uso de substancias naturais milenares no aumento peniano. Estes seguidores tem como mantra e tradição o culto ao falo.
Dentre estes cultos esta a cultura de exercitar os seus próprios falos como forma de devoção e gratidão ao Deus Shiva, com eles estão as formulas mais antigas e secretas do contexto do aumento peniano.

 Não que elas devam ser secretas, mas sim por elas conterem uma simbologia maior que o simples fato de se aumentar as dimensões do pênis.

Os Árabes Sudaneses 

     O Dr. Jacobus fez uma avaliação definitiva do tamanho do pênis em diferentes raças, e foram detectados que o maiores pênis estão entre os Árabes, com medidas entre oito e dez polegadas, mas foi entre os muçulmanos sudaneses que Jacobus encontrou “falo mais desenvolvido ” – definitivamente, “uma das maiores dimensões, sendo esta de quase 12 polegadas de comprimento, por 2 – polegadas de diâmetro ” .
O intrépido investigador comentou que esta foi vista como “uma formidável máquina” – “mais provável de ser um pênis de um burro do que de um homem.” Ele concluiu que: “O Negro Sudanês possui o maior órgão genital masculino de todas as raças da humanidade”.

Os Mambas de Vanuatu (Nova Hébridas) 

      Vanuatu é um país recém independente, anteriormente conhecido como Nova Hébridas. Costumava ser gerido conjuntamente pelos franceses e britânicos. Eu logo percebi, que era a única pessoa jovem e branca em volta, Eu era escoltado por toda parte – Eu acho que isso se relaciona com os costumes locais, permissões e propriedade fundiária.
Eu era capaz de ver uma dança tribal, onde os homens usavam (na verdade muito pouco) roupas apenas para disfarçar suas importantes “Mambas”. 

 Esta vestimenta faz muito mais sentido do que a imposta aos habitantes da ilha pelos nossos missionários europeus – que obrigou as nossas religiões (neste caso Adventista 7° Dia), impor bons costumes e vestuário para eles – um caso clássico de tomar uma crença como um quadro de referência e impondo-se totalmente à outra parte.

As suas danças de “bate-pé” foram tão agressivas que elas literalmente sacudiram o chão. Os cantos são tão mergulhados na tradição como as relvas são às “mambas”, que claro, todos usavam.

Os homens da tribo no norte do Uganda Caramoja amarram pesos sobre a cabeça de seu pênis para alonga-los. Às vezes seus membros ficam tão grande que os homens mais velhos têm literalmente de amarrá-los para cima!


Os Mambas de New Hebrides, embrulham quilos e quilos de roupa, para que seus membros cheguem a atingir mais de 17 polegadas!

Os Mambas de Nova Hébridas tem uma estratégia um pouco melhor. Eles vestem quilos e quilos de pano em torno de seus membros, criando uma tensão que fazem seus pênis alcançarem até 17 polegadas de comprimento.

“Soubemos de um grupo aqui em Vanuatu, chamados de “Big Mambas”. O nome está associado com o tamanho dos pênis que os homens deste grupo carregam consigo. E há um outro grupo chamado de “Small Mambas”.

Os Karamojongs – Tribo do Norte de Unganda 

Algumas culturas como a KARAMOJONG, do nordeste do Uganda, a prática do alongamento do pênis faz parte de um ritual. Isto tem início na puberdade, um menino KARAMOJONG pendura discos de pedras circulares a partir da ponta do seu pênis desde seus 7 anos de idade.

Quando ele se torna acostumados com a dor, são acrescentados mais discos. Seu pênis fica por horas oscilando como um pêndulo com estes pesos pendurados em seu pênis. Pelo tempo em que ele é um adolescente, ele poderá pendurar um tanto quanto 20 libras (44 kilogramas) em seu pênis, o que resultaria numa medida final de 16 polegadas (40 centímetros) ou mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário