Especialistas falaram sobre sexo, o que?

1. Pessoas perfumadas ou cheirozinhas são vistas como bem  mais atraentes que outras.

Pessoas com cheiro de suor ou, você sabe, sugerem indiferença aos outros e falta de higiene pessoal,  é o que explica a pesquisa alemã  Gresham College. Já as com cheirinho de banho, devido a fatores biológicos e químicos, instiga os hormônios que atraem pessoas para fins sexuais.

Se tiver um perfuminho também ajuda, pois segundo a pesquisa, certas fragrâncias misturadas com odores corporais podem criar um efeito que ajuda na atração.


2. Gengibre estimula a excitação sexual

A nutróloga Liliane Oppermann, em entrevista ao site Bolsa de Mulher, disse que  o gengibre faz o sangue circular mais rápido, aumenta a lubrificação da mulher e prolonga a excitação masculina,  aumentam a circulação sanguínea, atuam diretamente no sistema nervoso central e alteram a libido. Além de aumentarem a produção dos hormônios sexuais.



3. É oficial: mulheres e homens não podem ser amigos!

A psicologa April Bleske-Rechek, da Universidade de Wisconsin-Eau conduziu um estudo com 88 estudantes e constatou que homens se sentem muito mais atraídos por amigas e a grande maioria pensava que elas também se sentiam atraídas por eles.

Com as meninas já era o contrário, para elas não existia química nenhuma rolando e afirmam que esse sentimento (ou falta de) era mútuo.





5. Esperma pode ser  um tratamento antienvelhecimento

Ele possui um efeito elástico na pele. O especialista em cosméticos e dermatologista Dr. Oscar Hevia, falou em entrevista para o Hollywood Life que o sêmen, se aplicado diariamente por algumas semanas, ajuda a deixar a pele mais macia.
E já existe cosméticos caríssimos feitos a base de esperma.






6. Homens com sono são mais propensos a acreditar que as mulheres querem fazer sexo com eles

Sim, na Academia Americana da Medicina do Sono, as professoras Jennifer Peszka e Jennifer Penner conduziram um estudo que afirmou que a falta de sono nos homens causa um efeito negativo na tomada de decisões, sensibilidade, raciocínio moral e inibição (tipo cara bêbado na balada).Assim eles podem ter percepções sexuais equivocadas que não teriam se estivessem descansados. Foi constatado também que mulheres, diferente dos homens, quando estão com sono sentem muita vontade de dormir.




7. Relações sexuais fora do comum ajudam a manter um relacionamento saudável

Um estudo publicado no Journal of Sexual Medicine mostrou que pessoas que curtem um sexo diferente são bem menos neuróticas e ansiosas.

 Andreas Wismeijer, psicólogo da Nyenrode Business University, na Holanda, falou que elas apresentavam grande tolerância à rejeição, possuíam altos níveis de bem-estar e segurança dentro de relacionamentos.




8. As endorfinas liberadas durante o sexo causam uma euforia semelhante ao uso de drogas

O texto “O Hormônio do Prazer” postado no  portal educacional Colégio Web explica que durante o sexo vários hormônios são liberados, entre eles a endorfina.

A endorfina causa  inibição do sistema nervoso e aumenta a circulação sanguínea, deixando os transantes relaxados e com sensação de bem-estar.
  
9. Comida e sexo podem causar a mesma excitação

Pensar em alguém que se tenha atração sexual faz o organismo fabricar dopamina, o neurotransmissor do prazer.

 “A Química do Amor“, postado pela química Jennifer Rocha Vargas Fogaça, no portal educacional Mundo Educação, explica que o neurotransmissor também é liberado quando se pensa em uma comida saborosa ou predileta.


10. Espermatozoides sobrevivem vivos dentro do corpo feminino vários dias após o sexo

O ovulo de uma mulher é fértil de 24 à 48 horas após sua liberação, e o espermatozóide de um homem pode viver de 48 horas à 72 horas no corpo feminino.

 É o que explica o texto “Processo de reprodução” do portal Labfert (Laboratório de Fertilidade Humana).

Os espermatozoides mais poderosos sobrevivem por ainda mais tempo (até 8 dias) 




Nenhum comentário:

Postar um comentário