Maio - mês nacional da masturbação nos EUA

Esta é Jocelyn Elders e foi como protesto em torno de sua injusta demissão é que se criou o "mês nacional da masturbação"

Pouca gente mete o dedo nesse buraco, mas a verdade é que, nos Estados Unidos, o mês de maio é tido como o mês nacional da masturbação.
Peraí... Existe isso mesmo?
Pode vibrar: existe sim.

A responsável por isso, mesmo que involuntariamente, foi Jocelyn Elders e a história que acabou causando sua demissão prematura do cargo máximo no Departamento Público de Saúde nos EUA.

O ano era 1994 e Elders estava fazendo seu discurso durante o Dia Mundial da Aids nas Nações Unidas quando a plateia quis saber o que ela achava da masturbação e do papel que o ator teria em desencorajar atividade sexual precoce.


Elders, que foi a primeira negra a assumir o cargo nos EUA, respondeu que achava que a masturbação era parte da sexualidade humana e, assim sendo, devia ser ensinada, aprendida e estudada.

Este discurso foi o fim da carreira de Elders no Departamento de Saúde dos EUA, mas desencadeou uma série de eventos que fizeram com que, ofendida com a demissão de Elders, uma empresa fabricante de brinquedos sexuais chamada Good Vibrations — que também era responsável por cursos de educação sexual em San Francisco, na Califórnia — comprou a briga e se propôs a trazer o assunto "masturbação" de volta à discussão.


Por causa disso, o mês de maio acabou sendo declarado - primeiro em San Francisco, na Califórnia e, depois, em vários outros Estados norte-americanos - o mês nacional da masturbação.

FONTE 

Nenhum comentário:

Postar um comentário