SEXO - VOCÊ CONCORDA COM ESTAS INFORMAÇÕES?



1 Pelinhos estimulam o prazer

De acordo com a ginecologista Carolina Teixeira de Carvalho as terminações nervosas do clítoris são tão intensas que até os pelos pubianos ajudam na hora do prazer. 

Por isso que esfregar a área é tão bom, segundo ela vale ressaltar que as terminações nervosas do ânus também são estimuladas pelos pelinhos.



2 Visite regularmente o médico
Normalmente as doenças demoram em torno de uma semana após o contágio para começar a mostrar algum sintoma (algumas podem chegar de 3 a 5 anos), isso dependendo do vírus, de acordo com publicação do site ABC da Saúde.

Mas existem casos, principalmente com mulheres, que o vírus não apresentou sintoma algum, e quando foi descoberto, já estava em um estágio muito avançado e causou diversos problemas. Vá ao doutor, mesmo sem sentir nada, ok?



3   22% das meninas entre 13 à 16 anos já usaram a pílula do dia seguinte (EUA)
A pilula é considerada uma contraceptivo de emergência, usá-la várias vezes faz com que o efeito diminua e a carga hormonal aumente. Não é brinquedo, pode prejudicar sua saúde, e muito!
 
 Pesquisa publicada no G1, feita com alunos brasileiros, mostrou que 20% já fizeram sexo com pelo menos 5 pessoas diferentes. Por isso fica aquele recado que usar camisinha não tem problema, dela você pode abusar!



4 Usar salto alto faz a bunda ficar 25% mais empinada
Um artigo publicado no Wiki How diz que salto alto, principalmente os de 7 cm pra cima, mudam a curvatura natural da coluna fazendo com que o popô pareça maior.



5   O certo é IST e não DST
A Organização Mundial de Saúde (OMS), recomendou que o termo DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis) seja substituído por IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis) em 1999. 




6 Raspar os pelos aumenta o risco de transmissão de DST
Sim, deixar as áreas lisinhas causa um déficits na barreira mucocutânea, facilitando assim a entrada de bactérias e vírus no seu corpinho. Um estudo publicado no jornal JAMA Dermatology também afirma que a pratica pode causar queimaduras, infecções e machucadinhos microscópicos que ajudam a desenvolver foliculite.


7 Sexo é 10 vezes mais eficaz que calmante
De acordo com o livro Why Men Want Sex and Women Need Love (em tradução livre: “Por que os homens querem sexo e as mulheres precisam de amor”) da Barbara e Allan Pease, transar é 10 vezes mais eficaz que tomar um calmante (Valium, por exemplo).
Tá nervoso? Pescar não é mais a melhor opção.






8 A vagina pode ser expandida em até 200% quando excitada
Não é novidade que os lábios vaginais são bem elásticos, afinal, como é que sairia um bebê deles? Mas de acordo com o vídeo “Curiosidades Sobre a Vagina” do canal Fatos Desconhecidos, ela pode se expandir em até 200% quando excitada e voltar ao normal depois.
Mas cuidado, peso, idade, tabagismo pode fazê-la perder esse superpoder.



9 Há alimentos que aumentam a vontade de transar
O Centro de Aprimoramento de Frutas e Vegetais da Universidade A&M do Texas (EUA) encontrou grande concentração de citrulina na melancia, um dos principais componentes do viagra. Além dessa fruta, descobriu-se que a framboesa atua como estimulador do sistema nervoso masculino, e ajuda a relaxar os órgãos sexuais femininos.
E as tão famosas ostras aumentam os níveis de testosterona nos homens e a progesterona nas mulheres. 




10  Quanto mais orgasmo maior a prevenção contra câncer de próstata
O urologista Dr. David Samadi afirmou no site Prostate Cancer 911 que ter vários orgasmo por semana pode reduzir os risco de contrair a doença em até 22%. Sim, é uma boa desculpa para pratica!


Nenhum comentário:

Postar um comentário