GUARDA MUNICIPAL ASSASSINADO-A ASSASSINA JUSTIFICA QUE VÍDEOS ÍNTIMOS FORAM O MOTIVO



26 de outubro de 2016 

A cabeleireira Keiliane Silva Lopes, 21 anos, acusada de matar o guarda municipal Otávio Galvão Neto, 36 anos, com cerca de 40 facadas, na última sexta-feira (21), se apresentou na Delegacia de Homicídios, ontem (24), e confessou o crime.
 

O guarda municipal trabalhava em São Gonçalo dos Campos e morava em Feira de Santana.

Em depoimento, Keiliane afirmou que namorou a vítima por mais de dois anos.

“Ela afirmou que, durante o relacionamento era humilhada e ameaçada e o Otávio gravou vídeos íntimos dela e estava a chantageando para voltar com ele, caso contrário, ele iria publicá-los”, disse o delegado Gustavo Coutinho.

Na noite do homicídio eles fizeram uso de bebidas alcoólicas.

“O interesse principal era pegar o celular e apagar os vídeos e, para isso, ela contou com a ajuda da amiga, mas não encontrou o aparelho e decidiu matá-lo, pois ficou com raiva. 
 
Ela, então, disse que pegou uma faca, modelo peixeira e uma garrafa de álcool. 

Ela tentou sufocar a vítima enquanto o esfaqueava.

A vítima tentou se defender e pediu socorro. Ela então amarrou uma corda em sua boca e cortou o seu pescoço para ter certeza que realmente estava morto”, disse.

A polícia vai ouvir outras testemunhas, parentes da vítima e aguardar a decisão da justiça com relação à decretação da prisão preventiva de Keliane.


Nenhum comentário:

Postar um comentário