KC 390 - Maior Avião Projetado e Feito no Brasil

O KC-390, da #ForçaAéreaBrasileira , fez esta semana o seu primeiro voo. Com capacidade para transportar 23 toneladas de carga, o avião decolou da fábrica da Embraer S.A. em Gavião Peixoto (SP). No próximo ano, a #FAB receberá 28 unidades da aeronave.
avião cargueiro militar KC-390

Maior avião projetado e produzido pela Embraer, sediada em São José dos Campos, o KC-390 é uma “revolução” tecnológica, um desafio e um marco para a terceira maior fabricante de jatos do mundo.

O Avião foi desenvolvido para a FAB (Força Aérea Brasileira) e o programa do jato Cargueiro está orçado em US$ 2 bilhões (algo em torno de pelo menos R$ 4,6 bilhões).

O KC-390 pode desenvolver diversas missões. Servirá para transporte de tropas, materiais e também como avião reabastecedor em voo. Haverá também uma versão civil, para emprego médico e auxílio a operações referentes a desastres naturais e transporte de carga postal. Um dos fundadores da Embraer, o engenheiro Ozires Silva afirmou que o jato cargueiro é uma aeronave “maravilhosa, de última geração”.

“Um avião extremamente moderno tecnologicamente, um orgulho para a Embraer e para o Brasil. A materialização de um sonho”, disse. Diretor regional do Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo), em São José dos Campos, Almir Fernandes destacou a importância do projeto para as empresas fornecedoras da Embraer na região.
Na FAB, o KC-390 irá substituir a frota de turboélices Hércules C-130, fabricado nos Estados Unidos desde a década de 1950

O KC-390 também será dotado do sistema fly by wire, tecnologia onde os comandos são acionados totalmente de forma elétrica, dispensando a utilização de cabos e hastes.
Enquanto o antecessor (turboélice C-130 Hércules), em sua versão mais moderna, não passa dos 671 km/h, o avião brasileiro irá voar a 850 km/h.

EMBRAER - GAVIÃO PEIXOTO

KC 390 First Flight Primeiro Voo
Vídeo feito pela Embraer a partir de drone e avião paquera, mostrando o KC-390 antes, durante e após o primeiro voo, realizado no dia 3 de fevereiro de 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário