O maior navio de cruzeiro do mundo

O maior navio de cruzeiro do mundo pertecente à Royal Caribbean International, foi construído pela STX Europe. O primeiro navio da nova Classe Oasis foi o Oásis of the Seas e o segundo, o seu irmão Allure of the Seas.


O Oasis of the Seas foi lançado ao mar em 30 de Outubro de 2009, em Turku, na Finlândia. O segundo navio, o MS Allure of the Seas foi inaugurado em dezembro de 2010.


A classe Oasis ultrapassou a Classe Freedom, até então a maior em termos de capacidade de transporte de passageiros do mundo.


Com 21 metros a mais de comprimento, 8.5 metros mais largo e sendo ligeiramente mais fundos que os navios da Classe Freedom, e 43% a mais de peso.


O navio tem 220 mil toneladas e capacidade para 5 450 viajantes, 16 andares e um parque de vegetação tropical ao ar livre do tamanho de um campo de futebol, chamado de Central Park. É o navio mais caro, já construído.


O navio foi construído ao longo de três anos e contou com o empenho de 500 desenhistas e milhares de operários, foram necessários 525 mil metros quadrados de aço, 5.000 quilômetros de cabo elétrico e 630 mil litros de tinta.


Abaixo, algumas características gerais dos novos navios da classe Gênesis.
Peso Carregado: 220000 toneladas
Comprimento: 360 metros
Largura: 47 metros
Altura: 65 metros acima da linha d'água
Geradores: 8 Wartsila V12 de 17500 hp cada
Motores: 4 elétricos de 18 MW (24000 hp cada)
Velocidade: 20.2 nós (aproximadamente 40 km/h).
Capacidade: 8400 passageiros – incluído funcionários e tripulantes
Custo: 900 milhões de Euros
Passageiros: 8.700 aprox. incluindo a tripulação.
Cabines: 2.700 e 28 suites modernas.
Convés: 16 superiores
Andares: 16


A viagem inaugural, foi um roteiro de quatro dias com destino a Labadee, no Haiti, cujas passagens mais econômicas custaram 500 euros por pessoa e para o qual, apesar da crise, não sobrou camarotes de luxo disponíveis.


O navio foi projetado para ter novas características, como a inclusão de um complexo de Bolíche, jogos de Bilhar, similares aos encontrados na classe de navios Radiance, uma grande sala de jantar, e uma grandiosa sala real de passeio, shopping e área de recreação.


Além da sofisticação, a embarcação traz inovações tecnológicas, como a autossuficiência energética, purificação da água para consumo, tratamento de resíduos e um dispositivo que abaixa as chaminés para passar sob pontes.


Entre os luxos, há camarotes com 154 metros quadrados com vistas ao mar e áreas de recreação, como um anfiteatro ao ar livre.


O cruzeiro ainda conta com um parque, inclusive com árvores, e áreas livres como pista de patinação no gelo, piscina com ondas e um muro de escaladas, sem deixar de fora diversas piscinas, restaurantes, discotecas, cinemas e um cassino.


O Oasis of the Seas Central Park é um parque ao ar livre localizado na parte central do navio sem vista para o mar e rodeado de edificios de cabines, como se fosse um parque em uma grande cidade. O parque tem 12.175 plantas, 62 plantas de vinha, 56 árvores e alguns de bambu ao longo de 24 metros de altura.


A vegetação e sombra tornan o parque um lugar agradável para sentar fora e tomar uma bebida ou jantar ao ar livre. Central Park é na maior parte voltada para adultos. Ele tem seis restaurantes e bares, incluindo o restaurante mais chique do navio, 150 Central Park e Royal Caribbean passageiros favoritos Chops Grille.


O Rising Tide Bar é o primeiro bar em movimento no mar, ligando o Royal Promenade no deck 5, com Central Park no convés 8.
A tirolesa é de 82 metros de comprimento e é de nove decks acima do Boardwalk.


O Allure of the Seas atualmente faz viagens de ida e volta de sete dias para o Caribe oriental ou ocidental durante o ano todo a partir de Port Everglades, em Fort Lauderdale, na Flórida.


No entanto, alguns portos distantes como Hong Kong e Cingapura estão planejando expandir suas portas para acomodar esta mega-navio.


A Royal Promenade, no Deck 5, simula uma rua chique, repleta de bares, restaurantes, lojas de grife e amplo espaço para circular, com bancos estrategicamente colocados entre as plantas decorativas.


Embora o grande número de passageiros, inexplicavelmente não há filas, talvez pelas várias atividades e locais à disposição. Na Royal Promenade e em outros decks, entre alguns restaurantes e bares pagos, há vários onde se pode chegar, a qualquer hora, servir-se ou ser servido, ocupar alguma mesa e desfrutar do ambiente gostoso, sem o menor atropelo ou gasto adicional.


Para as crianças e jovens, há inúmeras atividades: muro de escaladas, 60 metros acima do nível do mar; patinação no gelo; parque de diversões; cinema em terceira dimensão, além da oportunidade de fazer uma tatuagem provisória, ter o rosto pintado, ser fotografado com algum personagem da DreamWorks, praticar karaokê, entre muitas outras.


Num navio dessas proporções, tudo precisa ser gigantesco, naturalmente: na cozinha, trabalham 20 cozinheiros-chefes, 222 cozinheiros e 102 tripulantes encarregados da limpeza, responsáveis pela imensa variedade de deliciosos pratos constantemente oferecidos e renovados; na confeitaria, como todos os pães e bolos oferecidos são frescos, a máquina apropriada se encarrega de confeccionar 4.000 unidades por hora.

Assista ao vídeo do maior navio de cruzeiro do mundo

Nenhum comentário:

Postar um comentário